• Foto | Luiza Magalhães

    Foto | Luiza Magalhães

  • Foto | Acervo FAOP

    Foto | Acervo FAOP

  • Foto | Caroline Fernandes

    Foto | Caroline Fernandes

NÚCLEO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO

O Núcleo de Conservação e Restauro, localizado na Casa Bernardo Guimarães, no bairro do Cabeças, em Ouro Preto, é responsável pela capacitação dos interessados em ingressar na área de conservação e restauro de bens móveis e integrados. Os profissionais se preparam para analisar, diagnosticar e intervir em acervos de papel, escultura policromada e pintura de cavalete.

O material didático utilizado ao longo do Curso Técnico em Conservação e Restauro é cedido pelas comunidades responsáveis pela guarda das obras. A equipe técnica realiza consultoria, diagnósticos e projetos de conservação e restauração dos bens por meio do ateliê de prestação de serviços. A equipe ainda orienta e promove ações junto às comunidades, com o objetivo de auxiliar na conservação e preservação dos bens.


Sobre o Curso Técnico em Conservação e Restauro

O Curso Técnico em Conservação e Restauro da FAOP teve início com o restaurador Jair Afonso Inácio na década de 1970. Reconhecido pelo Ministério da Educação | MEC e considerado a primeira experiência na formação de profissionais de forma regular no Brasil, é referência internacional no processo de restauração de bens culturais móveis nas áreas de papel, escultura policromada e pintura de cavalete.

O processo ensino-aprendizagem é conduzido de modo a aliar a fundamentação conceitual à vivência prática. Nos primeiros módulos, a carga horária teórica é intensa, fornecendo a formação conceitual. O aluno pratica inicialmente simulações do processo de restauro e, posteriormente, atua com acervos reais comunitários; todo o processo é orientado pelos professores de ateliê que contam com a parceria de toda a equipe técnica e pedagógica do Núcleo de Conservação e Restauro.

As atividades de restauração dos acervos comunitários integram o estágio curricular que está inserido nas práticas de ateliês: para concluir o curso, o aluno realiza estágio nas três áreas de atuação - papel, escultura policromada e pintura de cavalete – que se encerra mediante relatório final. Essa estratégia de ensino-aprendizagem garante aos alunos uma formação consistente, com segurança para atuação no mercado de trabalho e, às comunidades guardiãs, garante o tratamento necessário e adequado aos seus acervos, propiciando longevidade à preservação dos bens.



Coordenação: Mariah Boelsums | coordenacaorestauracao@faop.mg.gov.br ou (31) 3551-2014. Rua Irmãos Kennedy, 601, Cabeças, Ouro Preto | MG


Grade curricular do Curso Técnico em Conservação e Restauro


Escola de Arte Rodrigo Melo Franco de Andrade

EARMFA oferece cursos livres de formação inicial e continuada, e de educação profissional na área artística e cultural estruturada em três núcleos: Núcleo de ArteNúcleo de Conservação e Restauração e Núcleo de Ofícios. Mantém sua essência através do respeito à identidade cultural do indivíduo, cultivo à liberdade de expressão, fomento à criação e proposição do novo, competência técnica, responsabilidade e seriedade na realização de sua missão como formadora das novas gerações de profissionais das áreas de arte, conservação e restauração, e dos ofícios.

A filosofia da EARMFA está pautada no conhecimento e vivência da cultura e nas suas práticas educativas que pensam a formação adequada para a inserção social e cultural dos seus educandos, além de promover qualificação profissional para atuação no campo da Arte, do Restauro e dos Ofícios. 

Com a singularidade de pertencer a uma fundação estadual, o projeto educacional da EARMFA tem a arte como elemento fundamental a todas as suas atividades, propondo unir cultura e educação para formação ampla, humanística e inclusiva, visando o indivíduo como um todo e a integração desta Fundação com a comunidade. Seu foco está no desenvolvimento humano, desvendando e incentivando potencialidades individuais e coletivas.

Assim, cada educando pode desenvolver sua autonomia, sua criatividade, se tornar pessoa propositiva, capaz de tomar decisões, resolver situações e se integrar definitivamente no seu espaço de (con)vivência.

Regimento da Escola de Arte Rodrigo Melo Franco de Andrade