Curso: Técnicas de Modelagem e Criação em Cerâmica – ARO I

Professores: Azor Borges e Andreia Miranda | Graduado em Artes Visuais pela Universidade Estadual de Londrina, tem vasta experiência no setor de design e desenvolvimento de produtos e é pesquisador de alternativas diferenciadas para a Arte em Cerâmica. É professor de Cerâmica do Núcleo de Arte e do Núcleo de Ofícios, na FAOP; Graduanda no curso de Museologia da UFOP e mosaicista no Atelier Vidro de Dois. Em 2013 foi aluna do Curso de Cerâmica e atuou como professora do Curso ARO – Introdução à Arte, Restauro e Ofícios para jovens, na FAOP. Realizou trabalho artístico de confecção de tapetes de serragem na exposição “Aleijadinho e seu tempo”, em Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, pela FAOP, em 2004 e 2005. Atualmente é professora do Núcleo de Arte e do Núcleo de Ofícios da FAOP, ministrando aulas para crianças e jovens.

Público Alvo: a partir de 14 a 18 anos

Horário: Quinta feira, das 14:00  as 17:00h

Carga Horária Semanal: 3h/aula

Carga Horária Total: 48h/aula

Ementa: 

O curso, possibilitará aos participantes do curso ARO II obter um conhecimento básico, a partir de abordagens teóricas, (fundamentos estéticos e história da cerâmica) e exercícios práticos, referente as especificidades desta arte: a estrutura física-química da argila e suas fontes, técnicas de modelagem e esmaltação, queimas convencionais e alternativas de peças e seus distintos resultados.   

Objetivos:

– Compreender as técnicas básicas da arte de modelar com massa de argila;

– Localizar, coletar e purificar argilas a partir de aula de campo;

– Criar peças cerâmicas, artísticas e/ou utilitárias, com valor agregado;

– Aplicar técnicas próprias da arte em cerâmica realizando experimentos específicos da arte;

– Realizar experimentos com texturas e queimas. 

Conteúdo Pragmático:

– Noções gerais sobre os diferentes tipos de argilas e sua preparação;

– Exercícios práticos com argila em seus diferentes estados físicos: (Placas - rolinhos - esferas - emendas e aplicações de texturas); 

– Modelagem de objetos decorativos e/ou utilitários 

– Experimentações de processos e motivação do processo criativo individual;

– Percepção de volumes e texturas dos objetos a partir do tato e suas nuances formais;

– Desenvolvimento de peças a partir de projetos pré-definidos.

Metodologia:

– Aulas práticas em ateliê, aula de campo e visitas técnicas;

– O aluno terá contato com a argila em estado in-natura bem como os processos de extração, seleção e purificação da mesma, percebendo suas peculiaridades físicas e químicas e os elementos que a compõe;

– Exercícios e processos de criação e queima de objetos cerâmicos com finalidades artísticas ou utilitárias;

– Desenvolvimento de projeto como respaldo ao processo de criação.

Avaliação:

O aluno será avaliado quanto à sua participação, interação e compromisso nas atividades propostas, somando-se ao resultado final de sua produção individual.

Pré-requisito:

Ter concluído o módulo ARO I

Material Individual do Aluno:

– Estecas, espátulas e desbastadores;

– Tecidos: pano de limpeza ou camiseta usada

– Embalagens plásticas: sacos de lixo ou sacolas

  (Disponibilizados pelo Núcleo de Ofícios)

Referências Bibliográficas:
– HOODY, Elisabeth. Ceramica a Mano. Editora CEAC, 1981.

– FRICKE, Johann. A cerâmica. Coleção Habitat. Editora Martins Fontes, 1977.

– ANDRADE, Lusa Almeida de Soares. Barracão de Barro. 1995.

– GIARDULLO, Caio. O Nosso Livro de Cerâmica. São Paulo: Revista mão na Massa, 2005.

– LEACH, Bernard. Manual Del Ceramista. Barcelona: Editora Blume, 1981.

– CARUSO, Nino. Cerâmica Viva: Manual Prático de La Tecnica de elaboracion cerâmica. Barcelona: Ediciones Omega, 1986.

ROSSI, Maria Alice Porto. Glossário Cerâmico. Disponível em: www.portorossi.art.br/web. Acessado em: 17/01/2017. 


30/03/2017